Batatas ao Murro

batata-ao-murro
Uma deliciosa receita com batatas, fácil de fazer, e sem erros!!

Ingredientes:

3 batatas médias
2 dentes de alho picados
1/4 de xícara (de chá) de azeite
2 colheres (de sopa) de salsa
1 colher (de sopa) de alecrim
Sal a gosto

Modo de preparo:

Coloque as batatas, sem retirar a casca, em uma panela de pressão com água  até cobri-las e um pouco de sal. Cozinhe até a panela começar a chiar, deixe mais 5 minutos e desligue. Retire as batatas com uma escumadeira, escorrendo a água; tome cuidado para não desmanchá-las.
Em uma assadeira antiaderente coloque metade do azeite, e disponha as batatas. Com o auxílio de um prato ou de uma colher faça pressão sobre as batatas, amassando-as grosseiramente. Você pode também envolver a mão com um guardanapo, para não se queimar, e amassar as batatas com murros.
Regue com o restante do azeite, e salpique o alho, a salsa, o alecrim, e tempere com sal a gosto.
Asse em forno médio pré aquecido por 25 minutos ou até dourar.

Preço médio da receita: 4,00
Rendimento médio: serve até 4 pessoas
Dificuldade: Fácil
Tempo de preparo: 50 minutos
Receita Vegana

Abóbora Cabotiá com Shiitake

abobora-e-shiitake2
Esta é uma receita muitíssima saborosa! Recomendo mesmo! Me inspirei nesta receita aqui, da querida Ellen do Quebra-Cabeça, publicada no Menu Vegano.
Espero que gostem!! (:

Ingredientes:

1/2 abóbora cabotiá média picada
1 xícara de shiitake desidratado
3 dentes de alho picados
1/2 cebola média picada
2 colheres de sopa de creme vegetal (ou margarina)
Sal à gosto
Shoyu a gosto
Azeite a gosto

Modo de preparo:

Primeiramente descasque a abobora e pique-a em pedaços com cerca de 3,5cm. Em seguida coloque os pedaços em uma panela antiaderente, acrescente um fio de azeite, um pouco de sal, tampe e deixe refogar em fogo baixo até a abóbora ficar macia. Aqui levou cerca de 15 minutos para ficar pronta. Esta foi minha forma de cozinhar a cabotiá, embora muita gente prefira cozinhar na água, optei por cozinhar a vapor, pois mantém mais nutrientes. Deixe a panela bem tampadinha, porém fique de olho e mexa de vez em quando para não correr o risco de queimar em baixo.
Enquanto a abóbora cozinha, hidrate o shiitake e pique os outros ingredientes. Assim que o shiitake estiver bem macio, escorra bem sua água.
Em uma outra panela com um fio de azeite, refogue o alho até dourar, acrescente a cebola e o shiitake, temperando com shoyu a gosto. Refogue bem, coloque as duas colheres de sopa de creme vegetal, e adicione as abóboras da outra panela.
Acrescente o cheiro verde, misture, tampe a panela e desligue! Está pronto!

Preço médio da receita: 6,00
Rendimento médio: serve até 4 pessoas
Dificuldade: Fácil
Tempo de preparo: 30 minutos
Receita Vegana

Cerveja Duff

duff
Dizem que a Duff é uma sátira da Budweiser, no seriado The Simpsons. Não sei dizer se a informação é correta ou não, só sei que é muito legal tomar a mesma cerveja que o Homer toma!
Não sou expert em cerveja, por isso não saberei falar como profissional, e sim como cliente.
Para começar achei a cerveja cara, pagamos 12 reais na garrafinha de 355ml, enquanto as similares em quantidade de outra marcas o preço é cerca de 1/3 mais barato. Porém, pode-se encontrar a cerveja na faixa de R$10,00, mas ainda acho cara.
Por ter pagado caro, achei que tomaria uma cerveja muito top, mas não me surpreendi. Não digo que ela é ruim, pelo contrário, é uma cerveja boa sim!
A respeito do sabor, achei mais leve que muita cerveja que já tomei, e não é amarga. Tem um cheiro mais adocicado que as demais também.
É uma cerveja Pilsen, e pelo que pesquisei, deve ser consumida na temperatura de 2ºC a 4ºC. Pode ser acompanhada por pratos leves, como saladas e quiches.
Não entendia o por quê de algumas cervejas não serem veganas, não sabia o que ia na cerveja para ela não ser vegana. Descobri através do ViSta-se.
Parece que em algumas cervejas é colocado o chamado isinglass, uma cola obtida de bexigas secas de peixes, usada sobretudo para a clarificação de vinho e cerveja.
A grande maioria das cervejas nacionais não usam nem o isinglass nem outros produtos de origem animal na composição, porém infelizmente patrocinam rodeios, eventos em que há a exploração de animais.
A Duff é uma cerveja produzida pela Cervejaria Saint Bier, de Santa Catarina, que optaram pela produção sem aditivos e corantes. Possui teor alcoólico de 5%.
Foi uma experiência divertida, mas não compraria de novo, apenas por causa do preço mesmo. Acho que posso tomar outras cervejas melhores até, e sem insinglass, gastando menos.
Preço médio do produto: R$10,00
Rendimento médio: serve 1 pessoa
Produto Vegano

La Pastina/Risoto de Trufa Negra

risoto-trufa-negra

Começarei falando da imagem da embalagem. Na foto, aparecem pedaços grandes de cogumelos, o que na verdade não acontece realmente, vide a foto que tiramos do risoto já preparado.
No canto inferior direito da embalagem aparece a legenda: mistura para o preparo de risoto de trufa negra, aromatizado artificialmente. E o título do produto é Risoto de Trufa Negra. Acho que as informações não batem, pois ou é um risoto com o cogumelo, ou é uma mistura para auxiliar no preparo do risoto. Disso não gostei.
Eu nunca tive a oportunidade de comer uma trufa negra, por isso não sei dizer o real gosto. Só posso dizer que, quer tenha trufa negra ou não, o risoto é muitíssimo saboroso.
Preparei-o seguindo fielmente as instruções da embalagem, que estavam bem explicadas, inclusive coloquei o vinho. Imaginava que encontraria um risoto com gosto de tempero artificial, porém me surpreendi. Parece risoto feito em casa, tem inclusive uns pedacinhos de alho e cebola!
Na embalagem fala que o risoto dá para três pessoas, porém deu para mim e para o Marco, apenas. Porém comemos bem.
Recomendo o produto para quem quer fazer um risoto requintado, saboroso e prático! Apenas se quiser pedacinhos de cogumelo, acrescente por conta própria, seja a trufa negra, o shiitake ou o funghi.
Imagem do produto na embalagem: http://bit.ly/WgkQrQ

Preço médio do produto: R$17,00
Rendimento médio: serve 2 pessoas
Produto Vegano

Pão Doce de Natal

Desde pequena gosto de cozinhar, porém sempre tive dificuldades em fazer massas.
Esta receita que minha sogra passou é incrivelmente fácil, que até pessoas com dificuldades, como eu, conseguem fazer! E é um dos melhores pães doces que já provei!
Resolvemos adicionar as uvas passas e as frutas cristalizadas para ser nossa receita de Natal. O resultado final foi um pão delicioso e super macio, e que até parece uma guirlanda!

Ingredientes:

Pão:
2 copos de água morna (500ml)
¾ de copo de óleo
1 pacote de fermento biológico seco (10g)
8 colheres (de sopa) de açúcar
1 pitada de sal
Farinha de trigo até dar liga ( fui colocando até a massa ter a consistência desejada, foram mais que 500g e menos de 1kg)

Cobertura:
1 e 1/2 xícara (de chá) de açúcar
1 vidrinho de leite de coco (caso quiser o pão mais sequinho, use apenas metade)
um punhado de uvas passas
um punhado de frutas cristalizadas

Modo de preparo

Em uma vasilha coloque a água, o óleo, o fermento, o açúcar, o sal e adicione a farinha aos poucos até a massa ter a consistência ideal, que é desgrudar do fundo porém continuar elástica. Cuidado para a massa não ficar seca nem dura.
Unte uma assadeira (com cerca de 30cm de diâmetro) com óleo vegetal, faça bolinhas do tamanho da palma da mão e disponha sobre ela, lado a lado para dar o formato de rosca.
Cubra a assadeira com um guardanapo seco e deixe a massa descansar até aumentar, no caso foram 15 minutos.
Asse em forno médio pré-aquecido por 25 minutos ou até dourar.
Enquanto o pão assa, faça a cobertura. Em uma vasilha misture o açúcar, o leite de coco, as uvas passas e as frutas cristalizadas.
Retire a assadeira do forno, mas mantenha-o ligado.  Jogue a cobertura sobre o pão e devolva-o ao forno. Asse até a cobertura secar e cristalizar sobre o pão. Está pronto!!

Preço médio da receita: 9,00
Rendimento médio: serve em média 8 pessoas
Dificuldade: Fácil
Tempo de preparo:  cerca de 1 hora
Receita Vegana

paonatalino2

Churrasco Vegetariano

churrasco-vegetariano
Arroz e vinagrete em churrasco de vegetariano é coisa do passado! Existem muitas possibilidades para um delicioso e saudável churrasco. Alguns o chamam de sojasco, mas como faço muitas adaptações de receitas e mantenho o nome original, manterei churrasco mesmo.
Você pode usar o que quiser: proteína de soja, legumes, cogumelos. É só temperar do jeito que preferir e por pra assar, não tem segredo!
Esta foi a primeira vez que fiz esta receita, e foi por intuição. Fiz este churrasco em especial para a parte vegetariana da minha turma de faculdade, e foi aprovado! Fiquei feliz com o resultado final!
A foto é do Guilherme Colozio, e você pode encontrar mais fotografias dele aqui: colozio.com.
Bom, vamos à receita!

Ingredientes:

2 pimentões verdes picados em quadradinhos
2 cebolas médias picadas em quadradinhos
4 tomates médios picados em quadradinhos
2 berinjelas médias picadas em quadradinhos
2 abobrinhas (tipo brasileira) médias picadas em quadradinhos
1 cenoura média picada em rodelas (cerca de 0,5 cm de expessura)
1 couve flor ( separada em “galhinhos”)
1 xícara (de chá) de azeite
¼ de xícara (de chá) de shoyu
1 xícara (de chá) de cheiro verde picado
2 xícaras (de chá) de proteína de soja grossa
7 dentes de alho amassados
Sal à gosto
Shoyu à gosto

Modo de preparo:

Para a Proteína de Soja:
Lave e hidrate a proteína de soja grossa por cerca de 10 minutos (ou até ela ficar macia), em 4 xícaras de água fervente com sal à gosto. Escorre e lave novamente, esprema bem. Em uma vasilha misture a proteína de soja, já espremida, com ½ xícara de azeite, ¼ de xícara de shoyu, 3 dentes de alho amassados e ½ xícara de cheiro verde picado. Caso julgar necessário acrescente sal à gosto. Deixe curtir por no mínimo meia hora na geladeira.

Para os Legumes:
Pique os legumes no mesmo tamanho, para terem o cozimento uniforme. Piquei no tamanho médio de 2.5cm x 2.5cm. Recomendo que cozinhe as cenouras levemente, cerca de 5 minutos já bastam! Tempere com sal ou shoyu à gosto, 4 dentes de alho amassados, ½ xícara de cheiro verde picado e ½ xícara de azeite. Misture bem e deixe curtir por cerca de meia hora na geladeira (não deixe muito tempo, pois alguns legumes poderão escurecer).

Faça os espetinhos da maneira que preferir! Você pode intercalar a proteína de soja com os legumes.
Asse na grelha ou no forno (em uma assadeira forrada com papel alumínio), ou mesmo naqueles grills, até os legumes ficarem macios e levemente tostados. Fiz na grelha, na churrasqueira mesmo, e demorou cerca de 30 minutos para ficarem prontos.

Preço médio da receita: 16,00
Rendimento médio: serve em média 8 pessoas
Dificuldade: Fácil
Tempo de preparo:  cerca de 1hr30min
Receita Vegana

Batavo/Naturis Soja Sabor Ameixa

iogurte-ameixa
Confesso que comprei este produto já receosa. Não me parecia algo muito saboroso, tinha certeza que encontraria algo extremamente artificial ou azedo, ainda mais que uma conhecida me falou que não gostou. Resolvi comprar para tirar minhas próprias conclusões.
É gostoso, porém não lembra iogurte, como é descrito na embalagem (alimento com soja sabor iogurte com polpa de ameixa), nem pelo sabor azedinho, nem pela consistência. Este produto é líquido, enquanto um iogurte é mais pastoso, encorpado; e não é azedo.
Quanto ao gosto lembra muito aquele Activia, porém não sei dizer se tem a mesma função laxativa deste, embora a ameixa tenha esta propriedade natural.
O sabor da fruta não deixa a desejar não, tem gosto da própria ameixa sim, e não achei artificial, inclusive tem alguns pedacinhos (pequenos mesmo, como fiapinhos).
Confesso que achei um pouco caro. Os outros produtos no mercado, com soja no lugar da lactose, têm pouca diferença de preço. Este produto é cerca de R$0,50 mais caro que os semelhantes.
Preço médio do produto: 1,99
Rendimento médio: serve 1 pessoa
Produto Vegano

AdeS/Limão e Chá Verde

ades
Primeiramente uma curiosidade: para quem não sabe, AdeS significa Alimento de Soja. Descobri isso em um evento de food bloggers, em setembro deste ano (2012).
Como já disse em um post anterior, não sou a maior fã de sucos de soja, devido ao sabor artificial. Porém, dentre os poucos sucos deste gênero que eu prefiro, a maioria é da AdeS.
Achei bem legal a ideia do chá verde com o suco de soja. Embora não seja especialista em nutrição, me vende a ideia de ser um produto saudável.
E é gostoso sim. Imaginei que seria amargo devido ao chá, porém não é não, e o gosto do chá nem é marcante. Nunca experimentei suco de soja sabor limão, por isso não sei dizer se tem algo diferente deste. Eu e o Marco achamos o gosto parecido com soda limonada sem gás.
Acredito que este produto é ótimo para aquele lanchinho entre os intervalos das refeições principais.
Tem também outra opção de sabor: tangerina com chá verde; assim que eu tiver oportunidade de comprar e experimentar, posto minha opinião também!
Seu preço também é justo, mesmo com o diferencial do chá está na faixa de preço dos produtos equivalentes na mesma quantidade de 200ml.
Preço médio do produto: 1,49
Rendimento médio: serve 1 pessoa
Produto Vegano

Batavo/Naturis Sobremesa de Soja Sabor Chocolate

Naturis Soja Sabor Chocolate
Visualmente falando, se colocarmos este produto ao lado do original, que possui lactose, não dá pra ver diferença. A cor, a cremosidade e o cheiro são bem parecidos!
E é um produto gostoso sim! De todas as sobremesas, sucos, e produtos de soja que venho experimentando, este, na minha opinião, é o mais gostoso! Aquele gostinho característico de produtos à base de soja é quase imperceptível. Na minha opinião está aprovado, e desejo de coração mais produtos do tipo no mercado.
Preço médio do produto: 2,35
Rendimento médio: serve 2 pessoas
Produto Vegano

Yakult/Tonyu Soja

Tonyu Soja

O Tonyu é um alimento feito à base de extrato de soja, que tem mais de 25 anos. Existem vários sabores: de abacaxi, laranja e mamão, maçã, maracujá e morango. Comprei os dois últimos. Confesso que não sou a maior fã de muitos sucos de soja, pois a maioria possui aquele gosto artificial forte demais ou não desce de jeito nenhum.
Dos dois produtos comprados, o mais gostoso é o de morango. É cremoso, leve, lembra até iogurte. Mas confesso que fiquei chateada após tomá-lo. Como comprei por ser um alimento à base de soja, acreditei ser vegano, porém enquanto tomava olhei os ingredientes e vi que havia corante à base de cochonilha. Bom, vejamos pelo lado bom: pelo menos estava escrito claramente: corante natural carmim cochonilha. E não mascarado com outros nomes, como muitos produtos fazem.  Alguns dos outros nomes utilizados são Corante natural vermelho 40; INS 120; Corante Natural Carmim de Cochonilha; e Corante Natural Ácido Carmínico ( Fonte: ViSta-se).
O sabor maracujá não possui o corante, porém não é tão gostoso quanto o de morango, tem um forte sabor artificial e deixa um gosto esquisito na boca.
A quantidade é suficiente para uma pessoa, não achei pouco, nem muito. Como também achei o preço do produto justo, é a média de preço de sucos de soja do mesmo tamanho de 200ml.
Pretendo comprar os outros 3 sabores da Tonyu para experimentar, e quando o fizer edito o post com as opiniões a respeito dos outros também.

Preço médio do produto: 1,65
Rendimento médio: serve 1 pessoa
Produto Vegano ( Exceto o de sabor Morango)
%d blogueiros gostam disto: